quarta-feira, 14 de julho de 2010

Perseguição - Parte II

Olá galera!!!

Este assunto rende né? Eu me lembrei de outros casos de perseguição, ridicularização ou simplesmente: Bullying. Para quem não sabe, o bullying * é um termo inglês utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo (bully - «tiranete» ou «valentão») ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo (ou grupo de indivíduos) incapaz(es) de se defender. Também existem as vítimas/agressoras, ou autores/alvos, que em determinados momentos cometem agressões, porém também são vítimas de bullying pela turma.

E talvez seja a escola o local ideal para isso acontecer. Quem nunca viu um grupinho intimidando uma pessoa fraquinha, ou um gordinho, uma pessoa negra, ou de outro país, de outra cultura, etc? Eu conheço. Mari Anne sempre foi uma menina linda. Super prestativa, educada e muito tranquila. Muito branca, ruiva, com algumas sardas e um pouquinho acima do peso. E foi justamente esse o estopim para a perseguição.

Logo arrumaram um apelido para Mari. E você já deve estar imaginando... Comparavam a garota com os maiores animais que existem (baleia, elefante, hipopótamo,...), passavam por ela cantarolando ou recitando versinhos ofensivos, dentre diversas humilhações que você possa imaginar.

E isso não parou nada bem. Os pais de Mari começaram a perceber um comportamento diferente. Ela não queria mais saber de comer. Não tomava café da manhã, quando era obrigada a almoçar, comia o mínimo possível. Só bebia água e dizia que não tinha mais necessidade de comer, que já estava satisfeita.

Mari pediu para mãe tirar o espelho que tinha em seu quarto e que conseguia ver todo o corpo. Pediu que os pais a matriculassem na natação e até na academia para se exercitar. Esses exercícios até que não faz mal, você pode estar falando! Mas não do jeito dela e muito menos para a idade dela.

Ainda bem que os pais de Mari estavam atentos. Percebendo toda a situação, eles a levaram num psicólogo e descobriram tudo. Por conta da anorexia. Isto mesmo, anorexia infantil. Nas crianças a doença pode ser causada por trauma, insatisfação ou depressão. Nos dois primeiros, uma boa distração pode solucionar. Conversas, um bom passeio, também podem ser bons aliados. Mas é melhor a ajuda de um especialista e claro, muita oração.

Este caso, graças a Deus, teve um final feliz. Mas se você vir alguém passando por algum constrangimento, perseguição ou algo do tipo, nem precisa tomar nenhuma atitude imediata. Comece a orar por eles (vítima e o provocador). Peça ao Senhor para tirar as mágoas, cicatrizar as feridas e pra que Ele guarde a pessoa.

Vamos nos preocupar com os nossos irmãos. Vamos fazer o nosso papel de verdadeiros cristãos... Que Deus nos abençoe.

Fiquem na paz.

Beijos da Bia.

Fui!!

* site: http://pt.wikipedia.org/wiki/Bullying

4 comentários:

Cantinho da Educação Biblica disse...

Que Deus te abençoe no teu rico propósito de esclarecer problemas que tanto afligem rapazes e moças numa sociedade que precisa tanto de valores e principalmente de DEUS !!

Vc tem sido uma benção no propósito de Deus em minha vida. Si

Páginas da Bia disse...

Oi Si!!!


Muito obrigada pela visita. Que Deus a abençoe mais e mais. Quero vê-la aqui mais vezes, viu?!

Beijos da Bia.

Escritora em construção disse...

Bia,

"Você é especial não existe outra igual, DEUS criou você assim diferente de mim..."

Que o Senhor lhe abençoe cada vez mais e que este espaço sirva para orientação e edificação de muitas vidas!

Beijos

Páginas da Bia disse...

Que lindinha... cantando pra mim...

Muito obrigada Escritora.

Que o Senhor te abençoe mais e mais.

Te adoro viu?!

Seu blog tá show.

Beijos da Bia.